segunda-feira, 3 de agosto de 2015

 

Enc: Bees

 
ciomara


Em Segunda-feira, 3 de Agosto de 2015 10:33, "Josh Nelson, CREDO Action" <act@credoaction.com> escreveu:


CREDO action
Tell Ace and True Value: Stop selling bee-killing pesticides
The petition to Ace & True Value Hardware reads:
"Bees and other critical pollinators are dying at an alarming rate due to neonicotinoid pesticides, which are sold in your stores. Stop selling bee-killing neonicotinoid pesticides immediately."
Add your name:
Sign the petition ►
Dear Ciomara,
Honeybees, critical pollinators for many of the world's food crops, are dying at such an alarming rate that nearly 1/3 of our food supply is in danger. And the science clear: Neonicotinoid pesticides are the leading contributor behind bee colony collapse.1
Yet despite mounting evidence, some major retailers — including Ace Hardware and True Value Hardware stores — continue to sell bee-killing neonicotinoid pesticides.
Big box chains like Lowe's have started phasing out the sale of these dangerous pollinator-killing chemicals. We must pressure Ace and True Value to follow Lowe's example and end the sale of neonic-containing pesticides before it's too late.
Bees and other pollinators play a vital role in our food production system by enabling the production of many of the nuts, fruits and vegetables in our diets. In total, pollinators make possible an astounding 35% of global food production and contribute more than $24 billion annually to the U.S. economy. But the number of managed honeybee colonies in the United States has declined from 6 million in the 1940s to just 2.5 million in 2014 – jeopardizing our food supply and domestic agriculture industry.2
And the outlook for bee colonies is clearly getting worse. A recent survey, funded in part by the USDA's National Institute of Food and Agriculture, revealed that U.S. beekeepers lost over 42% of their colonies between April 2014 and April 2015, a significant upswing of losses from the previous year.3
In the face of this troubling situation, some major retailers and communities are starting to act. In addition to Lowes, Home Depot, BJ's Wholesale, and Whole Foods are taking measures to remove these pesticides from their store shelves, and more than 20 states, communities, and organizations have already passed measures to limit or ban neonicotinoids.4 It's time for Ace and True Value to stop contributing to the problem and join their competitors to immediately prevent any further damage to bee colonies.
Tell Ace and True Value: Stop selling bee-killing neonicotinoid pesticides immediately. Click the link below to sign the petition:
Thanks for all you do to protect pollinators.
Josh Nelson, Campaign Manager
CREDO Action from Working Assets
Add your name:
Sign the petition ►
References
  1. Tom Philpott, "Did Scientists Just Solve the Bee Collapse Mystery?," Mother Jones, May 20, 2014
  2. "Fact Sheet: The Economic Challenge Posed by Declining Pollinator Populations," The White House, June 20, 2014
  3. "Colony Loss 2014-2015: Preliminary Results," Bee Informed Partnership, May 13, 2015
  4. "Groups urge more than 100 garden retailers to stop selling pollinator-toxic pesticides," Friends of the Earth, June 17, 2015

FB Share on Facebook
Post to your wall
Tw Tweet this
Post to Twitter
© 2015 CREDO. All rights reserved.
To change your email or mailing address, please click here: https://act.credoaction.com/me/update/?t=18&akid=15152.6965160.V2YNEL
To remove yourself from this list, please visit our subscription management page at: http://act.credoaction.com/cms/unsubscribe/unsubscribe/?t=20&akid=15152.6965160.V2YNEL



quarta-feira, 29 de julho de 2015

 

CÓMO HACER LA HUERTA VERTICAL DE BOTELLAS DE PLÁSTICO


sábado, 25 de julho de 2015

 

Várias Formas De Como Reaproveitar A Borra De Café


 

Saiba como preparar terra orgânica e fazer adubação


 

Como transformar lixo orgânico em adubo


 

Várias Formas De Como Reaproveitar A Borra De Café


 

Aprenda a transformar lixo doméstico em adubo (1)


 

CAROLINA SOIL - SUBSTRATO EM SLAB P/ CULTURA DO MORANGO


 

FAZENDO MUDA DE LIMÃO ROSA xvid


 

1° Experiência em estaquia. (Jabuticabeira).


 

ESTAQUIA DE JABUTICABA SABARA


 
 
ciomara

 
 
ciomara

domingo, 19 de julho de 2015

 

Como fazer adubo Orgânico com: Cascas de Ovos, pó de Café, e Cinzas, car...


terça-feira, 14 de julho de 2015

 
 
ciomara

 

KKKKKKKKKKKKKKK

 ciomara
ciomara

segunda-feira, 13 de julho de 2015

 

COISA QUE A JURISPRUDÊNCIA NÃO PERMITE.

 
ciomara

quinta-feira, 9 de julho de 2015

 

CROTALARIA CONTRA A DENGUE JORNAL DE MATO GROSSO WWW.CROTALARIA.COM.BR



terça-feira, 7 de julho de 2015

 
 
ciomara

sábado, 4 de julho de 2015

 

Enc: POIS É!!!!! SÓ QUE A "JUSTIÇA".....

ciomara


Em Sábado, 4 de Julho de 2015 14:18, ciomara rodrigues <ciomararodrigues@yahoo.com.br> escreveu:



 
ciomara



 

JÁ ESTOU COLHENDO!!! SEM AGROTÓXICOS! SÓ NO ESTERCO DE CURRAL!!!

tomatinhos uva e tomates carmem!
pimentão
pimentão
tomate carmem


 

De volta pra casa



domingo, 28 de junho de 2015

 

Enc: Terça-feira (30) – Debate: “Trabalhar para adoecer?” Com Ricardo Antunes, na regional Campinas

 
ciomara


Em Domingo, 28 de Junho de 2015 12:48, Sindicato Químicos Unificados <quimicosunificados@quimicosunificados.com.br> escreveu:


Terça-feira (30) – Debate: "Trabalhar para adoecer?" Com Ricardo Antunes, na regional Campinas

TERÇA-FEIRA (Dia 30)

Debate: "Trabalhar para adoecer?"Com Ricardo Antunes, na regional Campinas

Lucro acima da vida provoca 700 mil acidentes
por ano no Brasil. Fora os muitos não notificados

"Trabalhar para adoecer?" é o tema de debate com o professor e sociólogo Ricardo Antunes, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) fará dia 30 de junho (terça-feira), com início às 10 horas, na Regional Campinas do Sindicato Químicos Unificados.
O Brasil registra cerca de 700 mil acidentes e adoecimentos em consequência do trabalho por ano. Mas o número real é muito maior, pois boa parte das empresas não emite a obrigatória Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) e, assim, com certeza o número é muito maior.
A defesa da saúde e da segurança no trabalho é uma das prioridades do Sindicato Químicos Unificados. E o professor Antunes é relevância mundial em temas relacionados ao trabalho.
Ele lança neste mês a edição comemorativa de 20 anos de seu já clássico "Adeus ao Trabalho?" e o terceiro volume da série "Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil", organizada por ele, que reúne ensaios de pesquisadores brasileiros e internacionais.
A palestra/debate
* Data: 30 de junho
* Horário: Das 10h às 12 horas
* Local: Auditório da Regional Campinas do Sindicato Químicos Unificados
Programação
* 10 horas – Abertura
* 10h10 - Crime Shell/Basf: depoimento sobre o adoecimento coletivo de trabalhadores expostos ao risco ao longo dos anos
* 10h20 - "Trabalhar para adoecer?"
* Exposição pelo professor Ricardo Antunes
* Moderador: Roberto Ruiz, consultor médico do Químicos Unificados
* Debates e encerramento às 12 horas
Livros recém lançados pelo professor Antunes
Capas da edição comemorativa de Adeus ao Trabalho? e do terceiro volume da série Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil, que estão sendo lançados por Ricardo Antunes
Acaso não. Descaso!
O próprio judiciário brasileiro já se deu conta desta criminosa situação nos locais de trabalho. Em seu programa preventivo chamado Trabalho Seguro, faz a seguinte afirmação: "Acidente de Trabalho Acontece por Descaso, e não por Acaso"!
SIGA ESTE ENDEREÇO para mais informações, inclusive vídeos, do Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre o tema.
Tragédias anunciadas
E muito há a ser feito no campo saúde e segurança no trabalho, no Brasil e no mundo. Isto porque os acidentes de trabalho são previsíveis e, portanto, podem ser prevenidos e evitados. Assim, estes acidentes não são questões de desastre natural, sorte e azar, ou castigo divino. São cerca de dois milhões de vidas ceifadas a cada ano no mundo pelo trabalho.
2,3 milhões de mortes/ano no mundo
O diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder, alertou para a situação inaceitável de 2,3 milhões de mortes por ano por acidentes e doenças do trabalho, e de 860 mil pessoas que sofrem algum tipo de ferimento todos os dias no mundo.
Segundo ele, os custos globais, diretos e indiretos, chegam a 2,8 trilhões de dólares, ou quase 7 trilhões de reais. Esta afirmação foi feita no 20º Congresso Mundial sobre Segurança e Saúde no Trabalho 2014, em Frankfurt, na Alemanha.
Ryder afirmou que os números são maiores do que mortes em guerras. Disse que "acidentes ocupacionais representam, em primeiro lugar, tragédias humanas, mas as sociedades e as economias também pagam um preço alto." Falou, ainda, "que um local de trabalho seguro e saudável é um direito humano básico e que deve ser respeitado em todos os níveis".
O Brasil contribui significativamente para a estatística mundial com seus mais de 700 mil acidentes e adoecimentos em consequência do trabalho por ano – é o quarto colocado no ranking mundial. Mas o número real é muito maior, pois boa parte das empresas não emite a obrigatória Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT).
Uma das medidas para alcançar a meta de eliminar acidentes graves e fatais é investir em prevenção, que se traduz em fiscalização preventiva e em campanhas de conscientização para trabalhadores e empregadores. Desta forma o país estará criando, para gerações futuras, uma cultura de prevenção capaz de reverter esse quadro.
Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele a sua inscrição.



sexta-feira, 26 de junho de 2015

 
 
ciomara

 

Enc: ciomara guarani kaiowá Rodrigues enviou um vídeo para você: "Ölpest in Nigeria - Tagesthemen 15.08.2010"

 
ciomara


Em Domingo, 14 de Abril de 2013 20:09, YouTube Service <noreply@youtube.com> escreveu:


ciomara guarani kaiowá Rodrigues enviou um vídeo para você: "Ölpest in Nigeria - Tagesthemen 15.08.2010"
ciomara guarani kaiowá Rodrigues compartilhou um vídeo com você no YouTube
Ölpest in Nigeria - Tagesthemen 15.08.2010
Beitrag der Tagesthemen vom 15.08.2010 zur Ölverschmutzung im Niger Delta
©2013 YouTube, LLC 901 Cherry Ave, San Bruno, CA 94066



This page is powered by Blogger. Isn't yours?