domingo, 28 de junho de 2015

 

Enc: Terça-feira (30) – Debate: “Trabalhar para adoecer?” Com Ricardo Antunes, na regional Campinas

 
ciomara


Em Domingo, 28 de Junho de 2015 12:48, Sindicato Químicos Unificados <quimicosunificados@quimicosunificados.com.br> escreveu:


Terça-feira (30) – Debate: "Trabalhar para adoecer?" Com Ricardo Antunes, na regional Campinas

TERÇA-FEIRA (Dia 30)

Debate: "Trabalhar para adoecer?"Com Ricardo Antunes, na regional Campinas

Lucro acima da vida provoca 700 mil acidentes
por ano no Brasil. Fora os muitos não notificados

"Trabalhar para adoecer?" é o tema de debate com o professor e sociólogo Ricardo Antunes, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) fará dia 30 de junho (terça-feira), com início às 10 horas, na Regional Campinas do Sindicato Químicos Unificados.
O Brasil registra cerca de 700 mil acidentes e adoecimentos em consequência do trabalho por ano. Mas o número real é muito maior, pois boa parte das empresas não emite a obrigatória Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) e, assim, com certeza o número é muito maior.
A defesa da saúde e da segurança no trabalho é uma das prioridades do Sindicato Químicos Unificados. E o professor Antunes é relevância mundial em temas relacionados ao trabalho.
Ele lança neste mês a edição comemorativa de 20 anos de seu já clássico "Adeus ao Trabalho?" e o terceiro volume da série "Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil", organizada por ele, que reúne ensaios de pesquisadores brasileiros e internacionais.
A palestra/debate
* Data: 30 de junho
* Horário: Das 10h às 12 horas
* Local: Auditório da Regional Campinas do Sindicato Químicos Unificados
Programação
* 10 horas – Abertura
* 10h10 - Crime Shell/Basf: depoimento sobre o adoecimento coletivo de trabalhadores expostos ao risco ao longo dos anos
* 10h20 - "Trabalhar para adoecer?"
* Exposição pelo professor Ricardo Antunes
* Moderador: Roberto Ruiz, consultor médico do Químicos Unificados
* Debates e encerramento às 12 horas
Livros recém lançados pelo professor Antunes
Capas da edição comemorativa de Adeus ao Trabalho? e do terceiro volume da série Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil, que estão sendo lançados por Ricardo Antunes
Acaso não. Descaso!
O próprio judiciário brasileiro já se deu conta desta criminosa situação nos locais de trabalho. Em seu programa preventivo chamado Trabalho Seguro, faz a seguinte afirmação: "Acidente de Trabalho Acontece por Descaso, e não por Acaso"!
SIGA ESTE ENDEREÇO para mais informações, inclusive vídeos, do Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre o tema.
Tragédias anunciadas
E muito há a ser feito no campo saúde e segurança no trabalho, no Brasil e no mundo. Isto porque os acidentes de trabalho são previsíveis e, portanto, podem ser prevenidos e evitados. Assim, estes acidentes não são questões de desastre natural, sorte e azar, ou castigo divino. São cerca de dois milhões de vidas ceifadas a cada ano no mundo pelo trabalho.
2,3 milhões de mortes/ano no mundo
O diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder, alertou para a situação inaceitável de 2,3 milhões de mortes por ano por acidentes e doenças do trabalho, e de 860 mil pessoas que sofrem algum tipo de ferimento todos os dias no mundo.
Segundo ele, os custos globais, diretos e indiretos, chegam a 2,8 trilhões de dólares, ou quase 7 trilhões de reais. Esta afirmação foi feita no 20º Congresso Mundial sobre Segurança e Saúde no Trabalho 2014, em Frankfurt, na Alemanha.
Ryder afirmou que os números são maiores do que mortes em guerras. Disse que "acidentes ocupacionais representam, em primeiro lugar, tragédias humanas, mas as sociedades e as economias também pagam um preço alto." Falou, ainda, "que um local de trabalho seguro e saudável é um direito humano básico e que deve ser respeitado em todos os níveis".
O Brasil contribui significativamente para a estatística mundial com seus mais de 700 mil acidentes e adoecimentos em consequência do trabalho por ano – é o quarto colocado no ranking mundial. Mas o número real é muito maior, pois boa parte das empresas não emite a obrigatória Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT).
Uma das medidas para alcançar a meta de eliminar acidentes graves e fatais é investir em prevenção, que se traduz em fiscalização preventiva e em campanhas de conscientização para trabalhadores e empregadores. Desta forma o país estará criando, para gerações futuras, uma cultura de prevenção capaz de reverter esse quadro.
Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele a sua inscrição.



sexta-feira, 26 de junho de 2015

 
 
ciomara

 

Enc: ciomara guarani kaiowá Rodrigues enviou um vídeo para você: "Ölpest in Nigeria - Tagesthemen 15.08.2010"

 
ciomara


Em Domingo, 14 de Abril de 2013 20:09, YouTube Service <noreply@youtube.com> escreveu:


ciomara guarani kaiowá Rodrigues enviou um vídeo para você: "Ölpest in Nigeria - Tagesthemen 15.08.2010"
ciomara guarani kaiowá Rodrigues compartilhou um vídeo com você no YouTube
Ölpest in Nigeria - Tagesthemen 15.08.2010
Beitrag der Tagesthemen vom 15.08.2010 zur Ölverschmutzung im Niger Delta
©2013 YouTube, LLC 901 Cherry Ave, San Bruno, CA 94066



 

DOCUMENTARY: BATTLING OIL THEFT IN THE NIGER DELTA



 

Nigeria: Oil pollution in the Niger Delta | Global 3000



segunda-feira, 15 de junho de 2015

 
 
ciomara

domingo, 14 de junho de 2015

 

EM PAULINIA NASCE UMA NOVA SHELL



 

Caso Shell/BASF - Curso Leading Cases Trabalhistas I - fabrecursos.com.br



quarta-feira, 27 de maio de 2015

 

Enc: Monsanto is killing the monarch butterfly. You can stop it.

 
ciomara


Em Quarta-feira, 27 de Maio de 2015 10:56, Rep. Chellie Pingree via CREDO Mobilize <act@credoaction.com> escreveu:


The email below is from Rep. Chellie Pingree, a progressive champion representing Maine's 1st congressional district. Congresswoman Pingree started a petition on CREDO Mobilize, where activists can launch their own campaigns for progressive change. We strongly urge you to sign Rep. Pingree's petition to ban the use of Monsanto's toxic Roundup herbicide on federal land.

CREDO Mobilize
Ban Monsanto's toxic Roundup herbicide on federal land

Sign the petition ►
Dear Ciomara,
America's federal lands are some of the most pristine and beautiful parts of our country, yet the use of toxic herbicides on federal land by our own government is contributing to the steep decline in one of our nation's most iconic species.
Monarch butterflies are on the brink of extinction due to the overuse of herbicides like Monsanto's Roundup that use the toxic chemical glyphosate. In just two decades of skyrocketing glyphosate use, monarch populations have plunged so low that we are in real danger of losing a true marvel of nature in our lifetimes: the annual monarch migration.
We must act now to urge the U.S. government to cease using glyphosate-containing herbicides, like Monsanto's Roundup, that are completely destroying monarch habitat on federal land.
That's why I started my own campaign on CREDOMobilize.com, which allows activists to start their own petitions. My petition, which is to Secretary of the Interior Sally Jewell and Secretary of Agriculture Tom Vilsack, says the following:
The unchecked spraying of glyphosate, the main ingredient in Monsanto's Roundup herbicide, has contributed to an alarming decline in the monarch butterfly population in just two decades. We urge you to ban the use of glyphosate and encourage the planting of milkweed and other native prairie plants on federal lands.
Monarchs migrate every year from Canada to Mexico and back. In 1996, an estimated 1 billion monarch butterflies migrating to forests in central Mexico covered nearly 50 acres. But in 2013, they only covered the area about the size of a football field.
This dramatic decrease in monarch populations is due to the loss of their primary breeding habitat and food source: milkweed. These plants that are so crucial to the monarchs' survival have been nearly eradicated on their migration path. It is estimated that as much as 165 million acres of habitat has been lost since the 1990s. Like many other plants, milkweed has been destroyed in great numbers in the Midwest due to the widespread use of glyphosate on corn and soy fields.
Recovering monarch butterflies before they vanish completely is an achievable goal, and one that future generations should expect of us. We must immediately take steps to stop this extinction by restricting the use of glyphosate and working to bring back milkweed before it's too late.
Thank you for your support.
Rep. Chellie Pingree
Sign the petition ►

CREDO Mobilize helps activists like you make progressive change and fight regressive policies by creating online petitions. Click here to start a petition today.
FB Share on Facebook
Post to your wall
Tw Tweet this
Post to Twitter
© 2015 CREDO. All rights reserved.
To change your email or mailing address, please click here: https://act.credoaction.com/me/update/?t=13&akid=14498.6965160.zbAmHf
To remove yourself from this list, please visit our subscription management page at: http://act.credoaction.com/cms/unsubscribe/unsubscribe/?t=15&akid=14498.6965160.zbAmHf



quinta-feira, 21 de maio de 2015

 


ciomara

 

E NO ÁRTICO??? SERÁ QUE...



 https://br.noticias.yahoo.com/video/oleoduto-se-rompe-nos-eua-184025208.html
ciomara

quarta-feira, 20 de maio de 2015

 
 Foto de Lu Alone.
ciomara

sexta-feira, 15 de maio de 2015

 

MINHAS AMOREIRAS FICARAM LÁ!!! ONDE A SHELL CONTAMINOU!!! FDP!!!! EU NÃO PERDOO..


17 h ·


Foto de Revista Circuito.

Opinião: O Milagre do Chá de Folhas de Amoras
Em um fórum localizado no site Notícias Naturais, encontramos um relato muito interessante sobre os benefícios do chá da folha de amora, escrito por uma usuária de codnome Aspirina.
Pesquisamos na net a veracidade dos fatos e resolvemos replicar este texto em nossa fan page.
Relato pessoal - Demorei para fazer essa postagem porque queria primeiramente me certificar de que minha melhora se deu mesmo por conta da inclusão desse chá no meu dia-a-dia. Agora, depois de três semanas tomando-o à toda hora (gelado), posso afirmar, sem nenhuma dúvida, de que ele realmente tem as propriedades que os japoneses relataram em seus estudos.
Eu estava atravessando um período de desânimo absoluto, faltava vontade para executar tarefas mínimas, e o pior era não ter mais aquela sensação natural de expectativa positiva, aquela esperança que brota em nosso íntimo quando temos um bom projeto e queremos colocá-lo em execução. Estava tão mal que, mesmo os meus projetos tendo sucesso e sendo elogiados, mesmo tudo dando certo e com a obtenção dos resultados, eu ainda estava mergulhada naquela falta de alegria, numa apatia tão grande que sequer conseguia desfrutar de minhas próprias realizações. A vida tinha se tornado um diário tanto faz.
Então, desmotivada e sem esperar por melhoria, eu fui pesquisar na internet sobre esses sintomas, e me deparei com um link que afirmava que a folha de amora possuía 22 vezes mais cálcio que o leite. Duvidei. Mas me interessei por dois motivos; um porque detesto leite, preciso de cálcio e não confio em cápsulas (tive péssima experiência com esses complexos vitamínicos caros, que chegaram a me causar paralisia temporária num dos braços), e segundo porque possuo um pé de amoras no quintal. Porque não experimentar?).
Fui até o quintal e peguei logo dez folhas, lavei, mergulhei na maior panela que tenho em casa, que cabe uns cinco litros de água, deixei ferver e esfriar, coloquei num jarro e deixei gelar, pois não gosto de bebidas quentes. Adocei e tomei. Logo de cara me surpreendi como o gosto e cheiro, que era muito bom, apesar de que, durante a fervura, ter exalado um cheiro de peixe, do tipo sardinhas, que empestou a casa e havia me deixado bem receosa do seu gosto.
Logo no primeiro dia me senti bem, no fim da tarde estava estranhamente disposta, e ao olhar a paisagem, achei que o dia estava lindo. Isso pode parecer um comentário exagerado, e com intenção de fazer graça, mas não é; eu literalmente não achava mais a beleza na paisagem, olhava para o mar, para as montanhas e, embora sabendo de sua beleza, sabia que havia perdido a capacidade de me deleitar com ela. Será que foi o chá?
À noite, outra surpresa; eu dormi. Literalmente apaguei sem o auxílio da TV, que sempre deixava ligada para me enfastiar e fazer adormecer. Eu dormi! E aí já acordei procurando pelo chá.
Faz três semanas hoje. Voltei a correr, a ir à praia, e o mais importante, recuperei aquela expectativa interna de que tudo posso modificar. Eu me reencontrei comigo mesma. Sério!
Posso afirmar sem medo que vocês sentirão algum efeito também. Talvez mais, talvez menos, mas certamente sentirão, porque isso ocorreu com mais pessoas da minha família, e todos estamos viciados no chá agora. Experimentem! E de preferência, plantem uma amoreira, mesmo que seja num vaso, ao invés de comprarem cápsulas.
A eficácia testada e aprovada do Chá de Amora se deu primeiramente pelo Ministério da Saúde do Japão, vindo a ser divulgado pelo Canal de Tv Japonesa NHK, após analisadas as amostras das folhas da Amora Miura, pôde-se se comprovar através de estudos que realmente ele tem efeitos poderosos para controle e prevenção sobre:
Þ DIABETES: - Possui a DNJ, Inibidora da Taxa de Glicose com a liberação Natural de insulina;
Þ RINS E FÍGADO: Melhora do funcionamento do Fígado e dos Rins, inibindo o acúmulo de gordura e colesterol nestes orgãos;
Þ OSTEOPOROSE: Ele Possui 22 vezes mais cálcio que o leite, além de conter mais potássio, magnésio e ferro natural, proteína, fibra, zinco e levedura;
Þ OBESIDADE: Inibi o acúmulo de gordura no corpo e aumenta o volume de gordura eliminada, inibindo principalmente o acúmulo de gordura nas vísceras, e evitando assim a obesidade;
Þ CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA: Por meio de melhoria das taxas de colesterol e gorduras neutras no sangue;
Þ HIPERTENSÃO: Efeito de normalização e de inibição de elevação arterial, por possuir o ácido y-aminobutírico (GABA) um hipotensor;
Þ REGULADOR HORMONAL (MENOPAUSA): Regula os hormônios atuando com eficácia nos sintomas da menopausa;
Þ IMUNIZAÇÃO AO CÂNCER: Segundo estudos e experiências as folhas da Amora tem propriedades que inibem o aparecimento/surgimento do Câncer;
Þ REGULADOR DOS INTESTINOS: Por possuir grande quantidade de fibras alimentares, e outras propriedades facilitando o trânsito intestinal e melhora da prisão de ventre. Ainda diminui os bacilos nocivos sem afetar o benéficos, mantendo a flora intestinal em boas condições.
Þ EFEITO BACTERICIDA: Estudos revelam que o Chá de Amora tem efeito de inibir a proliferação de fungos, bem como efeitos bactericida/antiinflamatórios;
Þ CALVÍCIE: Além das propriedades apresentadas acima o Chá de Amora, auxilia o tratamento e prevenção à Calvície, revitalizando a circulação no couro cabeludo, rejuvenescendo os fios, inibindo progressivamente a queda dos cabelos.
Aqui a tradução juramentada da pesquisa realizada no Japão:
http://www.chadaamoramiura.com/traducao/...entada.pdf
Visto também em: Notícias Naturais 
ciomara

 

KKKKKKKKKKKK

 
A CULPA NÃO É DO BANHO l O Brasil é um dos países mais ricos em água do mundo. Com cerca de 13% de toda água doce do planeta. Mas o maior consumidor de água no país é o agronegócio (72%), que tem a produção voltada para exportação de soja, carne bovina e suína. Para se ter uma ideia, só em 2013, o agronegócio gastou 200 trilhões de litros de água, o equivalente a 200 Sistemas Canteira chei...os. O governo e a imprensa tentam colocar a culpa apenas na natureza pela falta de chuva para encher os reservatórios e tenta colocar sobre a população a responsabilidade de solucionar o problema da economia de água. Mas a verdade é que o uso doméstico equivale apenas a 6% do consumo de água no país.

Não faltaram avisos sobre a possibilidade de uma crise hídrica. Em São Paulo, por exemplo, faltou investimentos que não foram realizados para não diminuir os lucros dos empresários acionistas da SABESP. Um serviço essencial à população foi entregue à privatização e aos lucros dos seus acionistas e, hoje, a distribuição de água no país atende (bem) mais aos interesses do agronegócio do que as necessidades da população.

Fonte: Agência Nacional de Águas (ANA)
ciomara

 

KKKKK MULTINACIONAIS SÃO SEMPRE MULTINACIONAIS!!!!!

 
37 Milhões de Abelhas Morrem após o Plantio de Milho Transgênico no Canadá nnDezenas de milhares de abelhas morreram em Ontário desde que o milho transgênico foi plantado há algumas semanas. Um dos produtores locais de mel, Dave Schuit, denunciou ao site 'Organic Health' que somente a sua granja perdeu 600 colmeias, o que equivale a 37 milhões de abelhas.
 
Os criadores de abelhas culpam a morte de suas colônias aos neonicotinoides, especialmente o Imidacloprid e a Clotianidina (ambos da Bayer), que são inseticidas geralmente aplicados tanto em sementes como em tratamentos foliares e que penetram no pólen e no néctar.
Enquanto a metade dos países da União Europeia, incluindo a Alemanha, limitam legalmente o uso dos neonicotinóides por preocupações ambientais depois que a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos definiu os riscos relacionados, nos EUA continuam sendo um dos mais usados.
No passado, muitos cientistas se esforçaram para encontrar a causa exata da enorme mortandade, um fenômeno que eles chamam de "desordem de colapso de colônia" (DCC). Nos Estados Unidos, por sete anos consecutivos, as abelhas estão em declínio terminal.
O colapso na população mundial de abelhas é uma grande ameaça para as culturas. Estima-se que um terço de tudo o que comemos depende da polinização das abelhas, o que significa que as abelhas contribuem com mais de 30 bilhões de dólares para a economia global.
Um novo estudo publicado na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências, revelou que os pesticidas neonicotinoides matam as abelhas por danificar o seu sistema imunitário e as tornam incapazes de combater doenças e bactérias.
Após relatar grandes perdas de abelhas após a exposição ao Imidacloprid, foi proibido o seu uso em plantações de milho e girassol, apesar dos protestos da Bayer. Em outra jogada inteligente, a França também rejeitou a aplicação da Clotianidina pela Bayer, e outros países, como a Itália, também proibiram certos neonicotinoides.
Após o recorde de mortes de abelhas no Reino Unido, a União Europeia proibiu vários pesticidas, incluindo os pesticidas neonicotinóides.
Participe da discussão no Fórum Notícias Naturais.
Leia mais:
Cultivos Transgênicos Estão Destruindo Terras Agrícolas e a Monsanto Não Quer que Você Saiba nn
 
Share on Facebook0Tweet about this on Twitter299Share on Google+0Email this to someone
ciomara

This page is powered by Blogger. Isn't yours?